Saber a hora certa da troca de óleo do motor é fácil e vai evitar que seja enganado com um serviço desnecessário. A Equipe especializada da Óleo Bahia irá orientar a escolha do óleo lubrificante mais adequado ao automóvel ou moto do proprietário. O desafio constante da Óleo Bahia é de sempre auxiliar os seus consumidores na escolha certa dos seus produtos que irão adquirir, mostrando sempre a importância que um bom óleo lubrificante tem no motor do seu veículo.

Então quando trocar o óleo do meu carro?

A Óleo Bahia orienta ao seu cliente que confira o Manual do Proprietário, pois isso varia de carro para carro. O normal é que essa substituição seja feita a cada 10 mil ou seis meses , ou o que vier primeiro – isso se o carro rodar em condições ideais. Se você passa muito tempo preso no trânsito, pega muita estrada ou mora em um lugar muito quente, o prazo de troca pode cair pela metade.

DICAS

  1. Se as manutenções estiverem em dia, basta seguir as orientações daquele adesivo em seu vidro com a quilometragem exata para a próxima troca.
  2. Vale verificar se o óleo está bom caso o seu carro tenha enfrentado alguma enchente.

E a troca de o óleo da minha moto?

Cada marca e modelo de motocicleta têm a sua indicação específica de quando deve ser feita a troca de óleo do motor, por isso procure no seu manual e fique atento.

Um grande detalhe a ser observado no quesito óleo nas motocicletas não está ligado somente à quilometragem rodada, mas também ao prazo de validade do óleo. Esse prazo não pode passar de 6 meses. Ou seja, mesmo que você não rode a quilometragem mínima indicada no manual de sua moto você deve trocar o óleo a cada seis meses.

Qual tipo de óleo utilizar?

Sabendo que o óleo lubrificante é um dos componentes mais importantes para o bom funcionamento do carro e que ele diminui o atrito entre as peças, reduz o seu desgaste, aumenta a durabilidade delas e ajuda na estabilidade da temperatura do motor….então qual a melhor escolha?

São basicamente 3 opções: Óleo mineral, Sintético e Semissintético.
A Óleo Bahia solicita verificar qual a recomendação no manual do proprietário do seu carro ou moto. É fundamental que você utilize o tipo correto de óleo lubrificante.

Qual a diferença entre o óleo mineral, semi-sintético e sintético? Eles podem ser misturados?

O lubrificante é composto por óleos básicos e aditivos. A diferença está no processo de obtenção dos óleos básicos.

Os óleos minerais são obtidos da separação de componentes do petróleo, sendo uma mistura de vários compostos. Os óleos sintéticos são obtidos por reação química, havendo assim maior controle em sua fabricação, permitindo a obtenção de vários tipos de cadeia molecular, com diferenças características físico-químicas e por isso são produtos mais puros.  Os óleos semi-sintéticos ou de base sintética, empregam mistura em proporções variáveis de básicos minerais e sintéticos, buscando reunir as melhores propriedades de cada tipo, associando a otimização de custo, uma vez que as matérias-primas sintéticas possuem custo muito elevado.  OBS.: Não é recomendado misturar óleos minerais com sintéticos, principalmente de empresas diferentes. Seus óleos básicos apresentam naturezas químicas diferentes e a mistura pode comprometer o desempenho de sua aditivação, podendo gerar depósitos. Uma dica interessante se refere à troca de óleo mineral por sintético. É importante trocar o filtro de óleo junto com a primeira carga de sintético e trocar esta carga no período normal de troca do veículo em função da sua utilização.

E qual a melhor opção de óleo lubrificante?

Quem tem essa resposta é o Manual do Proprietário de cada veículo. Por mais que o óleo sintético seja mais desenvolvido em termos de rendimento, existem propriedades específicas de cada tipo de óleo – como os aditivos, por exemplo – que respondem melhor de acordo com cada motor. Então, existem carros que funcionam melhor com óleos semissintéticos de determinada viscosidade do que com óleos sintéticos.
Portanto, a Óleo Bahia aconselha seguir à risca o manual do carro ou moto para garantir um bom funcionamento pelo maior tempo possível.